pt
en fr it es de
Menu
Whatsapp

O que é transplante de cabelo DHI?

27 Abril 2021

Transplante Capilar

Características del injerto capilar DHI | Clínica de Freitas

Há alguns anos, a alternativa do transplante capilar tem sido fortemente posicionada entre as pessoas que desejam recuperar o cabelo que tinham na juventude. Assim, a técnica DHI (Direct Hair Implantation) surge e é apresentada como um método moderno, seguro e eficaz no campo da tricologia. Portanto, no artigo de hoje vamos dizer o que é o transplante capilar DHI e como ele é realizado.

Graças à naturalidade dos resultados obtidos com este método, os interessados em se submeter à cirurgia de transplante capilar o preferem como primeira opção. No entanto, podemos afirmar que todos os pacientes são bons candidatos a este método? Quais são suas características distintivas em comparação com outras técnicas?

 

Em que consiste a técnica de transplante capilar DHI?

O transplante capilar com a nova técnica DHI é considerado e catalogado como um dos mais eficazes, pois permite maior precisão e controle a ser aplicado no momento da implantação. Vejamos como isso é feito.

Em primeiro lugar, a área doadora é estabelecida e marcada, ou seja, a parte do couro cabeludo da qual as unidades foliculares (Ufs) serão extraídas e implantadas na área receptora. Em seguida, estas unidades foliculares são extraídas uma a uma com a ajuda de um instrumento de precisão chamado micromotor.

Deve-se notar que a experiência e o treinamento do profissional envolvido na extração são fatores-chave para se conseguir uma extração folicular homogênea e bem distribuída. Desta forma, não só estará cuidando para não danificar as unidades foliculares, mas também preservando o capital doador para o futuro.

Então, é no momento da implantação que apreciamos as grandes vantagens da técnica DHI, pois ela consegue implantar uma a uma as unidades foliculares de forma precisa, respeitando o ângulo, padrão, direção e profundidade determinados pelo cirurgião. Desta forma, são obtidos resultados naturais, graças aos quais é praticamente impossível detectar se uma pessoa foi submetida a um procedimento de transplante capilar.

Este exemplo de implantação é realizado com um instrumento especializado para esta prática chamado "implantador". Esta ferramenta, que desempenha um papel fundamental no procedimento com DHI, tem uma forma semelhante a um lápis, com uma agulha na ponta que servirá para carregar os folículos e implantá-los diretamente na área desejada.

Durante esta prática, a UF é colocada pela primeira vez no final do implante. Isto é feito inserindo cuidadosamente o folículo na agulha oca. Em seguida, a agulha é inserida, no ângulo desejado, no couro cabeludo e, ao mesmo tempo em que o novo local é aberto, o enxerto é colocado pressionando para baixo.

Com o uso deste instrumento, o transplante capilar com a técnica DHI dispensa a necessidade de fazer previamente as incisões onde os UFs serão colocados mais tarde. Em vez disso, o implante - graças à agulha com a ponta afiada - realiza a incisão e a implantação em um único passo.

Outras técnicas de colocação que não utilizam implantes, exigem que antes da implantação sejam feitas as incisões - ou microcanais - nas quais os UFs serão colocados.

 

Todos os folículos são válidos para implantação?

É importante ressaltar que, para conseguir uma boa sobrevivência das unidades foliculares implantadas, elas devem cumprir uma série de requisitos antes de serem consideradas ótimas para implantação com o método DHI. Entre eles encontramos

As unidades foliculares a serem implantadas devem ser extraídas de áreas que não são afetadas pela ação do DHT. Desta forma, eles não terão o código genético para a alopecia androgenética e graças a isto, eles não tenderão a cair depois de serem transplantados.
Eles devem estar bem hidratados para resistir à cirurgia e evitar sua destruição durante qualquer manobra.
A temperatura do enxerto e o tempo transcorrido entre sua extração e implantação também são fatores muito importantes.
De acordo com a quantidade de pêlos que cada unidade folicular possui, ela será destinada a diferentes partes da cabeça.
Por outro lado, a qualidade do cabelo do paciente e a quantidade disponível na área doadora serão aspectos determinantes para a viabilidade do transplante. Será importante que a área doadora tenha uma quantidade abundante de cabelos, a fim de fornecer as unidades foliculares necessárias sem afetar seu aspecto homogêneo.

 

Principais vantagens da técnica DHI

Como você deve ter notado, a técnica de transplante capilar DHI oferece grandes benefícios que a tornam uma excelente alternativa se você estiver procurando por resultados naturais, um procedimento seguro e rápida recuperação. Entre as vantagens da cirurgia capilar com DHI, podemos citar

A principal vantagem deste método é o aspecto natural que os cabelos implantados adquirem. Isto se deve à versatilidade oferecida pelo implante quando se trata de colocar o folículo, podendo o médico decidir sua profundidade, direção e angulação.
Por outro lado, o implante capilar DHI permite reduzir o tempo de espera do folículo fora do organismo. Isto se deve ao fato de que uma vez extraídos os folículos, eles podem ser implantados diretamente, em vez de esperar pelos micro-canais exigidos por outras técnicas. Isto significa que o cabelo não sofre durante o transplante e está em condições mais favoráveis para sua sobrevivência.
Outro benefício da técnica DHI é a redução de crostas típicas deste tipo de procedimento. Graças às características cirúrgicas do implante, o procedimento é realizado de forma mais eficiente e limpa, tornando as crostas quase imperceptíveis na maioria dos casos.
Além disso, uma vantagem desta técnica - que se torna importante quando o paciente precisa disfarçar a intervenção - é que ela permite que o transplante seja realizado sem barbear a área receptora. Deve-se esclarecer que será o médico em cada caso, que determinará a viabilidade desta prática, de acordo com as características do cabelo e as necessidades de cada transplante.
Graças às suas características minimamente invasivas, este procedimento pode ser realizado sob anestesia local, sem necessidade de internação do paciente.
A recuperação é relativamente rápida, e o paciente pode retornar às suas atividades alguns dias após o transplante capilar com a técnica DHI.


Técnica DHI na Espanha

Antes de escolher um método de transplante capilar, cada paciente deve ser avaliado pelo médico que será o responsável pelo procedimento. De acordo com as características de seu cabelo, condições da área doadora, número de unidades foliculares necessárias, entre outros aspectos, o profissional poderá recomendar o tratamento ou intervenção que ofereça os melhores resultados para o caso em questão.

Na Clínica de Freitas, fundada pelo Dr. Rafael de Freitas, oferecemos uma primeira consulta de avaliação totalmente gratuita, para que você possa conhecer sua condição atual e as soluções que podemos lhe oferecer. Você também poderá esclarecer todas as suas dúvidas com o conselho de profissionais altamente qualificados.

Vá em frente, bata o tempo e comece hoje para recuperar seus cabelos perdidos.